sexta-feira, 1
 de 
julho
 de 
2022

Ex-prefeito de Tijucas do Sul dá exemplo de desprendimento do poder

Ex-prefeito diz que não descarta uma volta à política. Foto: Arquivo/O RegionalPara muitos políticos, sair derrotado de uma disputa ou encerrar um cargo sem possibilidade de reeleição é algo quase que insuportável ou destruidor. Maioria não consegue e vive de buscar “encaixe” em cargos comissionados, sejam no âmbito municipal, estadual ou federal. Muitos ex-prefeitos, ex-vereadores e ex-deputados não conseguem mais voltar ao mercado do trabalho privado e optam por continuar na atividade política.

Nesta semana, a reportagem de O Regional encontrou o ex-prefeito de Tijucas do Sul, Altair Gringo, que encerrou seu segundo mandato em dezembro último. Após oito anos no poder, ele é um dos poucos exemplos de desprendimento e de vida saudável pós mandato eletivo. “Voltei a fazer o que gosto, trabalhar com meu caminhão na compra e venda de madeira. Canso o corpo, mas descanso a mente”, contou.

Desde o mês de fevereiro, Gringo tem retomado a sua profissão de caminhoneiro. Foto: Arquivo/O Regional

Gringo relatou que trabalha na atividade madeireira em Tijucas e municípios vizinhos e retomar o contato com as pessoas ligadas ao setor tem sido altamente gratificante. Ele não descarta o retorno à vida pública, mas deixa bem claro que política não deve ser profissão.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email