quarta-feira, 4
 de 
agosto
 de 
2021

Equipe de Saúde de Fazenda Rio Grande busca faltosos para a segunda dose da vacina contra a Covid-19 em visita domiciliar

Com o objetivo de ampliar a cobertura vacinal contra a Covid-19 das segundas doses em Fazenda Rio Grande, a Secretaria Municipal de Saúde, por meio da equipe de Vigilância Epidemiológica está realizando a busca ativa de faltosos por meio de ligação telefônica e visita domiciliar àqueles que não são encontrados pela telechamada.

Segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde, já foram imunizados com a 2ª dose, 66,1%, mas uma parcela pequena dos já vacinados com a 1ª dose acabam por se atrasar para procurar a 2ª dose.

A diretora de Vigilância em Saúde, Nelceli Garcia, explica que em partes, o percentual de vacinação atingido com a segunda dose, é menor do que o da primeira, pelo intervalo de algumas vacinas serem de 3 meses e ainda não houve o intervalo necessário entre a primeira e a segunda dose, mas, em muitos casos, as pessoas perderam a data.

“Até o momento, 43% das vacinas administradas no município são as produzidas pelo Instituto Butantan, a CoronaVac, cujo intervalo entre uma dose e outra é de 28 dias, 55% da AstraZeneca Fiocruz, que tem intervalo de 3 meses entre as doses e 2%, a vacina Pfizer, também com intervalo preconizado de 3 meses entre a primeira e segunda doses, ” explica a diretora.
A Secretaria de Saúde enfatiza aos que perderam a data da segunda dose, indicada na carteira vacinal, que podem e devem receber a segunda dose, bastando procurar sua Unidade de Saúde das 9 às 15 horas.

Este horário foi estabelecido para a vacinação Covid para que as doses que sobraram no frasco possam ser aproveitadas às pessoas dos grupos prioritários subsequentes, evitando assim o desperdício de doses, que, a vacinação no Terminal Urbano, as terças e quintas-feiras visa oportunizar a população que trabalha fora do município e tem maior dificuldade em procurar a Unidade de Saúde durante o horário de trabalho. A Secretaria ressalta que as vacinações dependem da distribuição de doses pelo Ministério da Saúde.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email