domingo, 21
 de 
julho
 de 
2024

Epidemia fora de época

Estamos acompanhando em todo o país a grande preocupação com o vírus influenza, causador da popularmente conhecida gripe suína. O movimento nas unidades de saúde disparou. Em muitas cidades já se pede por antecipar a campanha da vacinação contra a gripe H1N1. Números mostram que o registro de casos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG) provocada pelos diferentes tipos de influenza está crescendo diariamente no Brasil. Essa síndrome é caracterizada por falta de ar e outras complicações que exigem internação e podem levar a óbito.
É sabido que todas as formas de gripe podem se tornar graves, porém, o H1N1 causa mais preocupação porque, além de idosos e crianças, costuma vitimar outros grupos, entre as quais as grávidas, os jovens, os diabéticos e os obesos. Muitos já falam que há uma epidemia fora de época no país e toda precaução precisa ser tomada.
Num momento em que o Brasil vive uma crise política e econômica sem precedentes e de difícil solução, nos deparamos com uma questão de tamanha gravidade e que pode trazer consequências terríveis à população local. Os governos precisam urgentemente olhar para essa necessidade e um problema dessa expressão não pode ser abafado pelo cenário político.
Até o início dessa semana já estavam contabilizadas no país dezenas de mortes por causa do vírus da gripe H1N1. A doença age rápido. É importante o cidadão também fazer sua parte, a prevenção. Além da vacina, alimentação saudável, ambientes arejados, lenço descartável, álcool em gel e procurar não sair de casa se estiver doente.
O assunto é sério e requer toda atenção e força de trabalho.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email