domingo, 22
 de 
maio
 de 
2022

Cope cumpre mandados de prisão em Piên

Gilberto Dranka, ex-prefeito da cidade foi preso em sua residência. Foto: Arquivo/O RegionalA movimentação policial foi intensa no início da manhã desta terça-feira em Piên. O Centro de Operações Policiais Especiais (Cope), da Polícia Civil do Paraná, cumpriu mandados de prisão na cidade. Cerca de 40 policiais participaram da operação.

Segundo os policiais, todos os mandados são relacionados ao crime cometido no mês de dezembro contra o então prefeito eleito Loir Dreveck. Um outro elemento foi preso em Balneário Camboriú, da pessoa tida como a executora do crime contra Dreveck.

Seis viaturas do Cope estiveram em Piên. Eles chegaram aos locais dos mandados por volta das 6h30 desta manhã. Um dos mandados foi cumprido na casa do ex-prefeito Gilberto Dranka, que acabou sendo preso. Segundo o delegado Rodrigo Brown, ele é suspeito de envolvimento no caso.

Ao todo foram quatorze mandados, sendo três de prisão temporária, três de condução coercitiva e outros oito de busca e apreensão. Entre as prisões, além do ex-prefeito, está de um possível intermediário e do executor.

Os detidos foram levados primeiramente para Rio Negro, para depois serem encaminhados ao Cope, em Curitiba. Familiares de Loir Dreveck acompanharam a movimentação e disseram estarem mais aliviados com as prisões, apesar de ainda sentirem a dor por sua morte. Muitos populares também estiveram no local e vários deles aplaudiram os policiais na saída das viaturas com os presos.

O Atentado

Loir Dreveck sofreu o atentado no dia 14 de dezembro, quando levou dois tiros na cabeça. Ele acabou falecendo três dias depois, no dia 17, no hospital de Jaraguá do Sul.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email