domingo, 21
 de 
julho
 de 
2024

Começa nesta sexta a propaganda eleitoral gratuita obrigatória

José Valdevino relata que a propaganda eleitoral pode ser interessante para se inteirar das propostas dos candidatos. Foto: Arquivo/O RegionalA partir de hoje, os brasileiros que desejarem poderão ver e ouvir os candidatos das eleições deste ano na TV e no rádio. Para isso, a programação das rádios e dos canais de televisão brasileiros terão obrigatoriamente alterações.

Isto em virtude da propaganda eleitoral gratuita, que, para o primeiro turno, começa nesta sexta-feira e vai até o dia 4 de outubro. Em caso de segundo turno, serão mais 15 dias de políticos falando e aparecendo nos meios de comunicação.

A propaganda eleitoral, em rede, tem dois horários de veiculação no rádio, sendo o primeiro às 7 horas e o segundo às 12 horas. Na TV, também são dois blocos, um às 13 horas e outro às 20h30.

O tempo de duração de cada bloco será de 25 minutos. Às segundas, quartas e sextas-feiras, este tempo é dividido entre as candidaturas a senador, deputado estadual e governador. Enquanto que nas terças, quintas e sábados, é a vez dos candidatos a presidente e a deputado federal se apresentarem.

A chegada do horário eleitoral altera em partes a rotina daqueles que gostam de acompanhar seus programas de rádio ou de televisão favoritos e muitos não gostam das propagandas políticas. Porém, é uma das formas do eleitor conhecer mais os candidatos.

O eleitor José Valdevino Liebl, de Piên, avalia que a propaganda eleitoral gratuita pode ser interessante. “É uma forma da população acompanhar as propostas para assim escolher seus candidatos”, opina ele. Por outro lado, pondera que a programação acaba ficando um tanto chata, com muita falação. Questionado se em outros anos ele ouviu ou assistiu muito as propagandas eleitorais, disse que não acompanhou muito.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email