quarta-feira, 17
 de 
agosto
 de 
2022

Com início do ano letivo, escolas da região recebem 73 mil alunos

Pienense Flávia Gassner está se preparando para o início das aulas/Foto:O RegionalSegunda-feira, 9 de fevereiro, é dia de volta às aulas para milhares de alunos na região suleste paranaense. A data marca o início do ano letivo na rede estadual de ensino e, no caso dos sistemas municipais de educação, também foi escolhido o mesmo dia para começar as aulas por grande parte das cidades.
O único município da região onde a data de início do ano letivo na rede local é diferente do dia de volta às aulas da estadual é a Lapa. Nesta cidade, as aulas do sistema municipal já foram iniciadas; elas começaram na última quarta-feira. Nos demais municípios, a volta aos bancos escolares será mesmo na próxima segunda-feira.
No caso dos colégios estaduais, há reclamações por parte da categoria dos professores. O diretor do Colégio Eleutério Fernandes de Andrade, de Quitandinha, Edinei Mlenek, salienta que o quadro não está completo e reclama também que o estado reduziu a semana pedagógica para apenas dois dias. “Outro problema é o número baixo de funcionários”, enfatiza ele. Sobre o início das aulas, cita que a APP-Sindicato, que representa os professores, fará definições neste final de semana em assembleia, onde há indicativo de greve. O estado, por sua vez, autorizou nesta semana a contratação de cerca de 10 mil professores temporários e anunciou também o repasse de R$ 4,2 milhões para as escolas.
Além dos estabelecimentos de ensino, quem também se prepara para a volta às aulas são os alunos. A estudante pienense Flavia Gassner, do 8º ano do Colégio Alfredo Greipel Junior, já está com o material organizado. Segundo a mãe Noili Gassner, sua filha está empolgada para a volta às aulas. “A Flavia não vê e hora de rever os colegas”, conta Noili, salientando que no ano passado sua filha foi muito bem nas aulas e que espera que continue assim.
Os sistemas municipais de ensino da região possuem 32 mil alunos, somando-se os dez municípios. São cerca de 12,5 mil em Fazenda Rio Grande, 4,3 mil na Lapa, 3,6 mil em Rio Negro, 2 mil em Contenda, 2,4 mil em Mandirituba, 1,8 mil em Quitandinha, 2,2 mil em Tijucas do Sul, 1,5 mil em Piên, 1,1 mil em Campo do Tenente e 900 em Agudos do Sul.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email