segunda-feira, 29
 de 
novembro
 de 
2021

Com aumento na área plantada, fumicultores dão início à colheita

Colheita do tabaco foi iniciada nas últimas semanas. Foto: Arquivo/O RegionalAinda de forma bastante tímida, os fumicultores da região iniciaram nas últimas semanas a colheita da safra 2019/2020. Segundo a Afubra, o desenvolvimento das lavouras acontece de forma normal e a expectativa é de que a produtividade seja positiva.

Recentemente, a Afubra divulgou a estimativa da produção para esta safra comparada com os dados da anterior. No Rio Grande do Sul, a área de plantio reduziu de 145.176 para 126.875 hectares. Em Santa Catarina, a produção passou de 93.394 para 88.984 hectares. Na contramão deste panorama, no Paraná, a plantação aumenta de 58.740 para 74.538 hectares. Diante destes números, a estimativa é que o fumo abranja nesta safra 290.397 hectares e tenha uma produção de 646.991 toneladas, tendo uma redução média de 2,6% nos três estados.

Na região, a área plantada vem ano a ano contabilizando aumento, registrando 15% na safra anterior e 10% na atual. “Este aumento muitas vezes não é acompanhado de produtividade e qualidade, como aconteceu na última safra, a qual foi duramente castigada pelas condições climáticas”, detalha o inspetor de campo da Afubra,Vilmar Niser, exemplificando este panorama com a queda do valor médio de venda. “A última produção foi comercializada com média de R$ 8,86, menor que da lavoura anterior que foi de R$ 9,91. Este valor foi abaixo do esperado, haja visto o aumento dos gastos para produção”, pontua.

Para esta safra, as condições climáticas estão favoráveis, tendo poucos registros de murchadeira e de verme arame. “São pragas parecidas, que causam a morte da planta. No entanto, na grande maioria, os resultados estão dentro na normalidade”, analisa Niser. Para ele, o produtor deve procurar sempre o apoio técnico das empresas fumageiras e preencher corretamente a estimativa de produção. “É importante estar atento a estes pontos, cumprindo as determinações que são impostas para que os resultados sejam os mais satisfatórios”, ressalta.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email