sexta-feira, 22
 de 
outubro
 de 
2021

Centro de Quitandinha recebe agora as obras da rede de esgoto

Rede de esgoto em Quitandinha/Foto:Assessoria de Imprensa da prefeituraOs serviços de implantação da rede de esgoto no município de Quitandinha chegaram nesta semana às avenidas José de Sá Ribas e Fernandes de Andrade, as principais do centro da cidade. A obra beneficiará inúmeros comércios e famílias que trabalham e residem nestas imediações.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Urbano e Obras, Cristiano Prado, boa parte dos serviços já foram realizados pela empresa, porém neste momento é importante a compreensão da população. “É uma obra necessária que irá melhorar a qualidade de vida. Porém, como toda obra, isso causará transtornos. Gostaríamos de pedir a compreensão de todos quanto a isto e ressalto que a empresa está comprometida em agilizar os serviços com o intuito de minimizar estes transtornos”, frisou o secretário.

Segundo o prefeito Neco Prado, essas obras correspondem à implantação dos 21.000 metros de redes para a distribuição de água e 11.500 metros de redes coletoras de esgoto através de um investimento histórico e milionário.

“Estamos dando mais um importante passo. Essa é uma iniciativa que garantirá grandes avanços na qualidade de vida e na saúde das pessoas “, garantiu Neco.

Ainda serão implantadas 520 novas ligações prediais, bem como a construção de uma estação elevatória de 1.579 metros de interceptor. Todo esse investimento no município corresponderá a aproximadamente R$ 3,3 milhões.

O empresário Élio Tadeu Ribas Pinto frisou que a implantação da rede de esgoto vai melhorar a saúde e minimizar a poluição. “Com este sistema funcionando, o Rio da Várzea não será mais poluído e a população terá mais saúde”, destacou Ribas.

Já o estudante de veterinária Jorge Ribas da Cruz Neto comentou que os trabalhos estão gerando alguns transtornos, mas futuramente a população será recompensada por isso. “A rede de esgoto tem como principal objetivo diminuir a poluição do solo e das nascentes de água. Temos que ter a consciência de que até mesmo os nossos rios serão beneficiados”, justificou.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email