terça-feira, 27
 de 
fevereiro
 de 
2024

Avança organização do concurso público da Assembleia

Presidente da casa, deputado Ademar Traiano detalhou sobre a realização do concurso. Foto: Orlando Kissner/Alep
Presidente da casa, deputado Ademar Traiano detalhou sobre a realização do concurso. Foto: Orlando Kissner/Alep
Previsão é que as provas do concurso sejam realizadas até dezembro, com possibilidade de ofertar 200 vagas

Durante atualização sobre os avanços na organização do processo seletivo de novos funcionários da Assembleia Legislativa do Paraná, nesta segunda-feira, o presidente da casa, deputado Ademar Traiano (PSD), anunciou a expectativa de que as provas do novo concurso público da Casa sejam realizadas ainda este ano.

A realização do concurso foi anunciada em março, pelo presidente Traiano, juntamente com o primeiro secretário, deputado Alexandre Curi (PSD), e a segunda secretária, deputada Maria Victoria (PP).

De acordo com o parlamentar, o trâmites para o certame estão avançando. “A data prevista para as provas acontecerem é até o final de dezembro. A Comissão que está realizando o concurso já encaminhou para todas as universidades solicitando a elas a possibilidade de realizarem a prova. Até agora, duas entidades responderam: a Universidade Estadual de Londrina (UEL) e a Fundação Getúlio Vargas (FGV). Hoje pela manhã nos reunimos e determinei que se intimem as demais universidades para que se manifestem até o dia 30 de agosto se participarão ou não. Caso contrário, vamos seguir o processo com duas que já manifestaram interesse”, explicou.

Traiano detalhou que a expectativa é de ofertar 200 vagas com exigência de formação com nível superior e salários a partir de R$ 4 mil, e que os cargos do processo seletivo serão definidos pela Comissão Especial formada por servidores para estudar os detalhes do concurso. “A princípio estamos estabelecendo 200 vagas. É claro que, em um primeiro momento, não venhamos a chamar 100% dos aprovados. Mas, o concurso terá um prazo de validade e os candidatos que forem aprovados poderão ser chamados futuramente”, indicou.

Ainda conforme o presidente, o concurso visa recompor os quadros do legislativo com a aposentadoria de funcionários efetivos. “Por isso, a pretensão de que esse concurso possa ocorrer até dezembro. Pois, com promoções e progressões que nós concedemos aos servidores antigos, imaginamos que até janeiro e fevereiro, em torno de 100 servidores efetivos se aposentem”, reforça.

Segundo a Comissão Executiva, a decisão de realizar o certame surgiu da avaliação de que é importante a renovação do quadro funcional.

Os parlamentares explicaram que, além de concursos realizados há muito tempo para áreas específicas, o quadro é antigo. Atualmente, a administração da casa legislativa conta com 191 servidores efetivos e 386 servidores comissionados.



Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email