sábado, 2
 de 
março
 de 
2024

Aumento de síndromes respiratórias reforça cuidados contra a Covid-19 e gripe

Órgãos de saúde reforçam a manutenção de medidas preventivas. Foto: Geraldo Bubniak/AEN
Recomendação é para uso de máscara em ambientes fechados e situações de risco, além da utilização de álcool em gel e higienização das mãos. Atualmente, região tem 340 casos ativos de coronavírus

A queda nas temperaturas associada com a proximidade do inverno já tem refletido no número de casos de síndromes respiratórias, como Covid-19 e Influenza. Diante do cenário, uma das preocupações é em relação ao coronavírus, que nos últimos meses vinha apresentando tendência de queda nos casos ativos da doença.

Atualmente, conforme os últimos dados das Secretarias Municipais de Saúde de toda a região, são pouco mais de 340 casos ativos de Covid-19, ou seja, pacientes que tem a possibilidade de transmitir o vírus. Nessas situações, o paciente segue a recomendação de isolamento até que deixe de apresentar os sintomas.

Em Agudos do Sul, por exemplo, a secretária municipal de Saúde, Lucineia Camargo, relata que são 12 pessoas que estão em tratamento da Covid e que os profissionais da pasta estão agindo visando conter um possível avanço do vírus. “Nesta semana, aderimos ao projeto Saúde na Hora, no qual a Unidade Básica de Saúde Central fica aberta até às 19 horas, para facilitar o acesso a população para realizar a vacina e também conseguimos descentralizar os atendimentos do UPA, o qual tem um aumento significativo nesses últimos dias por conta de sintomas respiratórios. Nossa vigilância em saúde, após um período tranquilo, reinicia agora um alerta nos casos e estamos reforçando a equipe para desempenhar o papel fundamental de monitoramento e promoções que atendam as perspectivas de um controle das doenças respiratórias nesse inverno”, comenta.

Nos últimos dias, o secretário de Estado da Saúde, César Neves também reforçou a recomendação da utilização de máscaras em ambientes fechados e situações de risco e alertou para a importância da continuidade da vacinação. “Observamos um aumento no número de casos de síndromes gripais e, embora esse crescimento já fosse esperado pela queda na temperatura e a proximidade do inverno, é preciso manter os cuidados básicos, como a utilização de máscaras em determinadas ocasiões e, principalmente, a vacinação contra essas doenças. A vacinação tem evitado o agravamento da Covid-19 e da gripe”, disse.

Além da máscara, os órgão de saúde enfatizam a continuidade da adoção de medidas de higienização, como uso do álcool em gel e lavagem frequente das mãos.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email