terça-feira, 15
 de 
junho
 de 
2021

Após incêndio, família conta com a solidariedade para recomeçar

Alex e Regi agradecem a todas as pessoas que colaboraram na reconstrução da casa. Foto: Arquivo/O RegionalEm poucos minutos, um incêndio que se iniciou na estufa de fumo, consumiu com boa parte da produção agrícola, residência e diversos bens. Sem rumo e desorientado, o casal Regi e Alex Kurovski, da localidade de Cunhupã, em Rio Negro, não imaginava como seria recomeçar a vida. Felizmente, a solidariedade das pessoas de diversas comunidades fez com que o cenário de destruição fosse substituído por esperança.

A história de luta deste casal teve o capítulo marcante no dia 21 de fevereiro de 2019, quando, durante a madrugada, Alex escutou o apito da estufa que secava o tabaco e levantou para colocar lenha no fogo. Ao se aproximar, percebeu que o local estava em chamas e rapidamente pediu à esposa que acionasse o Corpo de Bombeiros e retirasse os filhos, de 3 e 8 anos, da casa, a qual tinha estrutura interligada. Em seguida, ele retirou o trator, carro e uma moto, enquanto que da parte interna da casa foi salvo apenas um freezer, máquina de lavar roupa e um cobertor. “Foi tudo muito rápido, quando cheguei no quarto minha filha estava dormindo e fui coletando algumas coisas para levar para fora. Neste instante, pressenti que deveria tirar ela dali e assim o fiz, logo após retornei para pegar as coisas e tudo já estava em chamas”, recorda Regi. Além da estufa e da casa, dois galpões com tabaco pronto para venda e diversos pertences como roçadeira, motosserra, bandejas de fumo, entre outros materiais foram consumidos pelo fogo, sendo estimado um prejuízo total de cerca de R$ 250 mil.

Incêndio destruiu toda a residência da família. Foto: Divulgação

Sem um lugar para morar, a família se abrigou na casa dos pais de Alex e, posteriormente, se mudou para o galpão. Já no dia seguinte ao incêndio, diversas doações começaram a chegar. “Foram roupas, brinquedos, alimentos e material de construção. Em vários locais, as pessoas fizeram pontos de coleta e todos os dias recebíamos ajuda”, conta Alex. Para construção da nova casa, foram doados todos os tijolos, telhado, piso, portas e outros materiais. “Toda a mão de obra foi paga com a ajuda das pessoas, as quais realizavam promoções e nos repassavam o dinheiro. Com os bens recebidos, também foi promovido um grande bazar de roupas”, detalha Alex.

Após muita luta e sacrifício, no dia 28 de outubro de 2019, a família se mudou para a casa nova, feita toda de alvenaria. “Foi uma emoção incrível, após passarmos por tamanha provação e perder quase tudo o que tínhamos”, conta Alex. Para a mobília da residência, boa parte foi recebida de doação, tendo também repasses em dinheiro para este fim. “Em cada cômodo temos um pouco das pessoas que nos ajudaram a se reerguer”, enfatiza Alex. A família estima que investiu ao todo cerca de R$ 60 mil, enquanto que o restante foi custeado com as doações.

Com a esperança renovada e de casa nova, a família agradece a todos que contribuíram. “Foram pessoas de comunidades próximas e distantes que se compadeceram conosco e nos ajudaram. É difícil nominar todos, por isso, agradecemos de forma geral por todas as orações, contribuições e palavras de ânimo”, ressalta Regi, pontuando outros fatores. “Certamente, nossa vida mudou muito depois deste episódio. Mas, o que tiramos de lição, foi nunca perder a fé. Outra questão que marcou profundamente foi a solidariedade das pessoas, não temos palavras para retribuir o que fizeram pela nossa família”, conclui Regi.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email