domingo, 3
 de 
julho
 de 
2022

AMA de Piên dá início aos atendimentos com equoterapia

Representantes da entidade e da prefeitura acompanharam o primeiro dia de atividades da equoterapia no município. Foto: Assessoria de Imprensa/Prefeitura de Piên
Tratamento é feito pela entidade, por meio do Centro de Equoterapia Equoconquista, de Mafra, e custeado com recursos destinados pela municipalidade

A última terça-feira foi um dia marcante para os pais e crianças com Transtorno do Espectro do Autismo de Piên, atendidos pela Associação de Pais e Amigos dos Autistas (AMA). Tiveram início nesta semana as atividades de equoterapia, na cancha localizada ao lado do Meu Campinho, no bairro de Trigolândia, onde serão beneficiadas cerca de 20 alunos.

O tratamento é feito pela AMA, por meio do Centro de Equoterapia Equoconquista, de Mafra, com aulas realizadas uma vez por semana, e custeado com recursos destinados pela prefeitura. A equoterapia, que também conhecida como terapia assistida por cavalos, é um método terapêutico que utiliza cavalos para buscar o desenvolvimento biopsicossocial de pessoas com necessidades especiais, proporcionando o estímulo ao tato e ao chamado sistema vestibular, responsável pela manutenção do equilíbrio.

A psicóloga Camila Schafhauser Corrêa, que auxilia nas atividade, destaca que o contato com o animal adianta muito os resultados que conseguem em uma clínica. “Em apenas duas ou três sessões a criança já começa a apresentar resultados principalmente no afeto e carinho, tudo que se aprende com o cavalo a criança acaba levando pra vida e transmitindo para a família”, disse a profissional, pontuando ainda que o cavalo tem uma grande importância emocional no processo, pois ele consegue perceber como deve agir e se comportar com cada criança. “O cavalo sabe o momento de ser mais calmo ou mais agitado, e junto com o profissional identifica o que a criança precisa”, afirma.

Ainda conforme Camila, outro ponto importante é o auxílio para as crianças que possuem alguma dificuldade motora, pois, por ter um movimento semelhante à marcha humana, o andar do cavalo proporciona para o cérebro da criança os mesmos estímulos que ela teria se estivesse caminhando. “O cérebro da criança identifica os estímulos como se ela própria estivesse andando, e isso tem um benefício enorme no desenvolvimento desta criança”, finaliza.

A presidente da AMA, Adriana Damas, explica que os atendimentos têm sido ampliados cada vez mais pela entidade e, além da equoterapia, o aporte dos recursos municipais irá auxiliar outros tratamentos realizados pela entidade. “No momento são 45 crianças que estão sendo atendidas e já temos uma lista de espera”, explica Adriana, salientando que foram ampliados os serviços com terapeuta ocupacional e fonoaudióloga, além de implantar neste ano atendimento com psicóloga. “A AMA está neste ano com um trabalho bem bom estamos progredindo e auxiliando estas crianças que tanto necessitam estes atendimentos”, complementa.

O prefeito Maicon Grosskopf detalha que desde o ano passado a Associação vem recebendo recursos do município para desempenhar suas atividades e em 2021, além do espaço físico onde fica localizada a entidade, a prefeitura disponibilizou a quantia de R$ 36 mil para desenvolvimento de atividades. “Devido à importância que o trabalho da entidade tem no município neste ano aumentamos o repasse para R$ 85.750,00”, comenta.



Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email