terça-feira, 22
 de 
junho
 de 
2021

Agricultores da região se preparam para o início da nova safra de soja

Plantio da soja deve ganhar força nas próximas semanas em toda a região. Foto: Arquivo/O RegionalProdutores de soja de todo o Paraná já estão se preparando para dar início à nova safra do grão. Com o término do período de vazio sanitário, na última terça-feira, a expectativa é que o plantio desta cultura comece já nos próximos dias.

O período de vazio sanitário é estabelecido pelos órgãos da área da Agricultura para que haja uma rotação de culturas e o solo se mantenha saudável para receber um novo plantio. Para a safra 2019/2020, a expectativa do Departamento de Economia Rural do Paraná (Deral) é que o grão seja plantado em 5,5 milhões de hectares no estado.

Segundo o economista do Deral, Marcelo Garrido, com o fim do período do vazio, muitos produtores já se organizam para iniciar a nova safra. “Para a região de Curitiba, a previsão é que o plantio inicie até a segunda quinzena de outubro. Os agricultores têm até o dia 31 de dezembro para fazer o plantio”, explica o economista, apontando a expectativa da produção do grão. “Estimamos que em todo o Estado sejam colhidas 19,8 milhões de toneladas de soja. Na região de Curitiba, a expectativa é de plantio de 167 mil hectares e produção de 628 mil toneladas do grão”, aponta.

Ainda conforme Garrido, a soja segue como uma das principais atividades agrícolas do Paraná, fortalecendo a geração de renda e a economia estadual. “É a cultura que tem mais área no Estado. A perspectiva é que a soja seja a cultura chefe por muito tempo”, detalha.

Na Lapa, uma das cidades do suleste paranaense com maior destaque na produção do grão, a Cooperativa Bom Jesus já vem orientando quanto o início da nova safra, com otimismo para a produção. “Produtores estão com grandes expectativas, ainda mais levando em consideração o preço de comercialização da soja e as tendências de mercado. O clima tende a ser favorável para o cultivo da cultura que geralmente é semeada em outubro e novembro”, conta a engenheira agrônoma Susane Hoffmann Siqueira.

Susane reforça ainda os fatores que contribuem para o sucesso da safra. “Um bom planejamento, acompanhado de um profissional habilitado é essencial para avaliar custo benefício das lavouras. Escolha de variedades de soja aptas para região, evitam estresse com produtividade. Manejo do solo e das culturas nas épocas adequadas tendem a reduzir custo com aplicação de agrotóxicos e a manutenção e regulagem dos equipamentos evitam desperdícios e atrasos”, orienta a engenheira, destacando a importância dos avanços tecnológicos em contribuição para o bom trabalho dos agricultores. “Para produtores que almejam excelentes produtividades, deixamos uma dica. Não adianta contar somente com ajuda de ‘São Pedro’. Fique atento às tecnologias existentes no mercado, bem como insumos e suas aplicações. Um bom investimento depende sempre de planejamento, análise e boa execução do trabalho. Boa safra a todos”, finaliza.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email