quarta-feira, 10
 de 
agosto
 de 
2022

Trechos das rodovias exigem atenção redobrada dos motoristas

Rodovias da região vêm registrando um tráfego maior nos últimos dias, sendo intensificado nos próximos dias/Foto: Arquivo / O RegionalDesde a última sexta-feira é grande o movimento nas rodovias que ligam a região às praias do litoral do Paraná e Santa Catarina. Esse fluxo intenso de veículos permanece até o início do ano e mais uma vez toda recomendação da Polícia Rodoviária Federal é para evitar os horários de pico e dirigir com toda atenção possível. Alguns trechos dessas estradas são bastante conhecidos pelo risco de acidentes.
Da região, muitos utilizam a BR 116, BR 376, BR 101 e a SC 418 para chegar aos locais de veraneios. Na rodovia BR 116, no percurso que vai de Rio Negro até Curitiba, o trecho entre o distrito de Areia Branca dos Assis e Mandirituba tem sido o com maior número de acidentes. Quem vai para a praia pela BR 376 e posteriormente BR 101 precisa redobrar cuidados nos quilômetros 668, 673 e 674, o primeiro deles é chamado como o trecho da Curva da Santa, conhecido por graves acidentes. Essa rodovia, com início em Curitiba, passa por Garuva, entrada para Itapoá e Guaratuba, e posteriormente, como BR 101, leva até as praias de Santa Catarina.
Outra opção de deslocamento para as praias bastante utilizada pelas famílias da região é a rodovia SC 301, passando por São Bento do Sul, Campo Alegre e Serra Dona Francisca. E é justamente na Serra Dona Francisca onde há necessidade de dirigir com maior cuidado possível. Em dias de chuva e serração é imprescindível uso dos freios e luzes de apoio. No início do ano, um acidente com um ônibus resultou na morte de 51 pessoas na descida da serra.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email