sexta-feira, 23
 de 
fevereiro
 de 
2024

Mutirão de doação de sangue contabiliza mais de 80 coletas na Lapa

Foram contabilizadas mais de 80 coletas durante ação para doação de sangue na Lapa. Foto: Assessoria de Imprensa/Prefeitura da Lapa
Foram contabilizadas mais de 80 coletas durante ação na Lapa. Foto: Assessoria de Imprensa/Prefeitura da Lapa
Ação coletiva para doação mobilizou o Hemepar, Complexo Hospitalar do Trabalhador e a prefeitura na última terça-feira

Um mutirão de doação de sangue contabilizou mais de 80 coletas na cidade da Lapa, durante esta terça-feira. A ação coletiva foi realizada pelo Centro de Hematologia e Hemoterapia do Paraná (Hemepar), Complexo Hospitalar do Trabalhador e a prefeitura do município.

As coletas aconteceram no Hospital Regional São Sebastião, onde os doadores foram atendidos com horário marcado e também contaram com transporte gratuito até o local. Todos os atendimentos foram agendados previamente, seguindo os protocolos estabelecidos.

A prefeitura orientou que aqueles que são doadores e não conseguiram participar da iniciativa, terão outras oportunidades. “Se você é doador e não conseguiu agendar, fique atento em nossas redes sociais que em breve será divulgada uma nova data para coleta e também serão abertos os horários para agendamento”, informou.

Doações – Com a chegada do feriado de Carnaval, período em que algumas unidades da rede estarão fechadas ou atendendo em dias específicos para novas doações, o Hemepar reforça a urgência para a doação de sangue no Estado, em especial dos tipos O- e A-.

Dados do Hemepar apontam que em janeiro, as 22 redes distribuídas pelo Paraná somaram 14.770 doações, superior aos 12.408 registro no mesmo período do ano passado, resultado que, para a diretora do Hemepar, Liana Andrade Labres de Souza, se deve às campanhas de conscientização e ao contexto de superação da pandemia. “Pela primeira vez, retomamos um número de doações consistente com o que possuíamos antes da pandemia. Isso nos possibilita uma maior capacidade de operação, o que significa que mais vidas serão salvas. Embora sejam dados positivos, é preciso seguir reforçando a importância da doação. A conscientização é nossa maior ferramenta”, disse.

De acordo com o secretário estadual da Saúde, César Neves, todo tipo sanguíneo é bem-vindo, especialmente quando existem bancos de estoque em condição crítica. “O sangue é um elemento muito especial, considerando que não possui substituto. Por isso, sempre destacamos: doar sangue é salvar vidas”, afirmou.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email