logo aen
banner-caicara
ps-banner468x60
<< >>

Politicando 08/12/2017

8 de dezembro de 2017 em Politicando - Comente

Eleição presidencial I

O instituto Datafolha divulgou nesta semana uma nova pesquisa sobre a disputa pela presidência da República. Foram consultados 2.765 eleitores, de 192 cidades, entre os dias 29 e 30 de novembro. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) mantém a liderança em todos os cenários, sempre com porcentuais que variam de 34% a 37% das intenções de votos. Na segunda colocação está o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC), com preferência entre 22% e 17%.

Álvaro Dias. Foto: Pedro França/Agência SenadoEleição presidencial II

A nova pesquisa do Datafolha praticamente repete os cenários anteriores, consolidando o ex-presidente Lula na ponta e o deputado Bolsonaro em segundo lugar. A única surpresa nessa nova sondagem é o senador Alvaro Dias (foto) na região sul do Brasil. Ele chega aos 15 pontos percentuais e praticamente empata com Bolsonaro na segunda posição. Mas no geral, Alvaro Dias fica na sexta posição, com 4%.

Eleição presidencial III

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva continua com a rejeição mais alta em relação aos pré-candidatos. Porém, a sua taxa de rejeição vem caindo nos últimos meses. Passou de 47% em abril, para 46% em junho, 42% em setembro e agora 39%. Jair Bolsonaro tem 28% de rejeição na nova pesquisa, número parecido ao do governador de São Paulo Geraldo Alckmin, que é de 27%.

Paraná I

No início dessa semana o pré-candidato ao governo, Osmar Dias (PDT), divulgou um vídeo onde conta que esteve reunido com o senador Roberto Requião (PMDB) para falar sobre propostas para o futuro do Paraná. Recebeu algumas críticas por estar conversando com Requião. No meio da semana, Osmar Dias divulgou uma foto com o chefe da Casa Civil, Valdir Rosssoni (PSDB), e o deputado estadual Romanelli (PSB), também relatando que falaram sobre o futuro do estado. O número de críticas se multiplicou.

Paraná II

Embora tenha destacado que a intenção é ampliar os debates sobre o Paraná, sem tratar de alianças políticas, a estratégia de Osmar Dias não vem surtindo bons resultados entre os eleitores. Algumas lideranças questionam, inclusive, a ausência de uma assessoria mais qualificada e um melhor programa de pré-campanha.

Agudos do Sul

Os vereadores de Agudos do Sul rejeitaram em primeira votação a prestação de contas da prefeitura do ano de 2004, quando a administração era da atual prefeita Luciane Teixeira (PMDB). A justificativa dos vereadores em relação a reprovação das contas que está tramitando na câmara é que o Tribunal de Contas sugeriu a rejeição apontando dez irregularidades. A segunda e última votação acontecerá na próxima segunda-feira, quando na oportunidade a prefeita deverá apresentar sua defesa.

Piên I

Na última semana, O Regional divulgou matéria sobre os gastos das prefeituras com pessoal. Cinco prefeituras na região estão com o percentual acima do limite prudencial de 51,3%. Em Piên, por exemplo, o percentual apontado pelo Tribunal de Contas do Estado é de 52,06%. Nesta semana, o secretário municipal de Administração e Finanças, Cristiano Quadros, justificou que o índice elevado se deu em virtude do pagamento integral do décimo terceiro na metade do ano. Segundo ele, em média a despesa com salários está na casa de 49%.

Piên II

Cristiano Quadros também destacou que todas as contas da prefeitura estão em dia, sendo que o prazo máximo para o pagamento de fornecedores tem sido de 13 dias após o empenho. Ele ressaltou ainda que existe uma previsão em que a prefeitura finalize o ano com um superávit de aproximadamente R$ 500 mil. Com esse recurso em caixa será possível ampliar a programação de obras urbanas e a aquisição de novos veículos para a frota municipal.

Mandirituba

A câmara de vereadores de Mandirituba alugou um imóvel para servir como sua sede durante o ano de 2018. Desde que o prédio original do legislativo foi interditado, os vereadores estavam realizando suas reuniões e atividades no teatro municipal da cidade. Além de não ser um espaço adequado, a prefeitura utiliza o local para outros eventos. Segundo o presidente da casa, Guilherme Chupel (PEN), a locação do imóvel é uma solução temporária. Ele informou que está sendo negociado com a prefeitura um espaço definitivo num prédio que atualmente é utilizado pela área da saúde.

Deixe seu comentário