logo aen
banner-caicara
ps-banner468x60
<< >>

Politicando 06/09/2017

6 de setembro de 2017 em Politicando - Comente

Título eleitoral

O recadastramento biométrico obrigatório para os eleitores que residem em Rio Negro, Campo do Tenente, Piên e Quitandinha vai até o próximo dia 29 de setembro. A revisão é feita pela Justiça Eleitoral e em algumas cidades houve mutirão na tentativa de facilitar o acesso da população ao serviço. Quem não compareceu para o recadastramento deve se dirigir agora até a sede do fórum em Rio Negro, na rua XV de Novembro, 1445. O horário de atendimento é das 9 às 18 horas.

Eleitores I

O recadastramento eleitoral mostra algumas curiosidades em relação algumas cidades da região. A principal delas é em Piên, onde o número de eleitores é muito próximo do total de habitantes. Mesmo com o recadastramento o número de eleitores em Piên é de 10.045. Segundo a última estimativa do IBGE o município possui 12.455 moradores, ou seja, praticamente 85% da população pienense é eleitora.

Eleitores II

Nas demais cidades da região que passaram pelo recadastramento foi pequena a alteração na comparação de junho de 2016 para o último mês. A cidade de Rio Negro passou de 24.141 para 24.718 eleitores. Campo do Tenente saiu de 6.169 para 6.191. Tijucas do Sul saltou de 10.787 para 10.892. Já Quitandinha tinha 13.344 eleitores e agora tem 14.156.

Quadro Negro I

Os dias estão sendo turbulentos na política do Paraná. A delação do empreiteiro Eduardo Lopes de Souza, dono da Valor Construtora, atinge diretamente o governador Beto Richa (PSDB) e seus principais assessores e secretários. Souza afirma que o dinheiro desviado da construção de escolas foi utilizado como caixa 2 na campanha de reeleição de Richa em 2014. O governador divulgou um vídeo negando as acusações e afirmando que vai processar criminalmente o delator.

Quadro Negro II

Além da campanha do governador Beto Richa, o delator Eduardo de Souza afirma que o dinheiro desviado das obras públicas abasteceram as campanhas dos deputados Valdir Rossoni (PSDB), Ademar Traiano (PSDB), Tiago Amaral (PSB) e Plauto Miró (DEM). Todos eles negam qualquer relação com o empreiteiro e recebimento de recursos.

Jair Bolsonaro (PP-RJ) é visto no plenário do Senado. Foto: Dida Sampaio/Estadão ConteúdoPresidência

A Paraná Pesquisa entrou em campo no Rio Grande do Sul para saber como está a preferência do eleitorado gaúcho em relação aos prováveis candidatos a presidência da república. Pasmem, Bolsonaro lidera. Foram 1.590 eleitores entrevistados entre os dias 28 de agosto a 1 de setembro. Jair Bolsonaro tem 21,9% da preferência, seguido por Lula com 18,1%, João Doria com 13,1%, Joaquim Barbosa 7,7%, Marina Silva 7,5%, Ciro Gomes 6,6% e Álvaro Dias 5,3%.

Eleição

Cada vez mais a eleição estadual no Paraná fica em aberto quando se trata dos principais cargos em disputa: governo e senado. Há uma grande expectativa em relação a candidatura ou não de Beto Richa. A definição só se dará em 2 de abril, prazo final para sua desincompatibilização do cargo. Até lá, há muitos cenários e especulações. Ainda prevalecendo a aposta no surgimento de nomes novos nas disputas.

Agudos do Sul

Vereadores Jessé e Cornélio, de Agudos do Sul, juntamente com a governadora em exercício, Cida Borghetti e a deputada estadual Maria Victoria. Foto: DivulgaçãoNa última semana, o presidente da câmara de Agudos do Sul, Jessé Zoellner (PP), e o vereador Cornélio Grosskopf (PP) estiveram reunidos com a governadora em exercício, Cida Borghetti (PP) e a deputada estadual Maria Victoria (PP). Aproveitaram para falar de possíveis recursos para o município. A visita foi pontual, já que os agudosulenses são do mesmo partido que a governadora interina.

Deixe seu comentário