logo aen
banner-caicara
ps-banner468x60
<< >>

Décimo para os políticos?

22 de setembro de 2017 em Editorial - Comente

Tudo bem que o Supremo Tribunal Federal (STF) validou o pagamento do décimo terceiro salário para agentes políticos, leia-se prefeitos, vice-prefeitos e vereadores, mas a pergunta que fazemos é: – Se faz necessário uma remuneração extra além dos doze meses de salários já existentes? Muito já se discute sobre salários para agentes políticos, existem os totalmente contrários, os que defendem a redução de valores e todos aqueles que questionam a remuneração a cada reajuste anunciado.

Nesta semana, a notícia de que a câmara municipal de Mandirituba, baseada no anuncio do STF, aprovou projeto de lei que institui o décimo terceiro movimentou o meio político. Nas dez cidades da região nenhum legislativo paga o salário extra de final de ano e a decisão tomada pelos vereadores de Mandirituba pode aguçar o desejo de outras casas. A população, obviamente, se posicionou com indignação e contrariedade.

A legalidade do pagamento é o grande triunfo dos políticos que defendem o décimo terceiro, mas e a vontade popular, a crise generalizada, a dificuldade das prefeituras de manutenção de serviços básicos, a falta de recursos em segurança, saúde e educação, não pesam numa decisão tão relevante como essa? Mais uma vez, é necessário que os políticos ganhem um décimo terceiro salário?

Numa breve enquete feita pelo jornal O Regional foi constatada que a população de Mandirituba sequer soube do projeto que instituiu o décimo. Os vereadores, representantes do povo, esqueceram de consultar seus eleitores. Curiosamente, o fato acontece numa das cidades com o poder público mais endividado da região.

O que se espera é que as outras nove câmaras municipais não sejam “mordidas pela mosca azul” e que a população fique alerta, pois afinal, todos sabem que é o cidadão comum é quem paga essa conta.

Deixe seu comentário