logo aen
banner-caicara
ps-banner468x60
<< >>

STF rejeita pedir aumento e barra salário de R$ 39,3 mil no Ministério Público

10 de agosto de 2017 em Geral - Comente

STF. Foto: Nelson Jr./SCO/STFO salário dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) não terá aumento real em 2018, frustrando a expectativa dos procuradores da República, que pleiteavam um reajuste de 16,38%. O aumento só poderia ser concedido caso o pedido fosse encampado pelo STF – a remuneração de membros do Supremo é o teto do funcionalismo público, ou seja, ninguém pode receber mais do que um ministro da Corte.

Em sessão administrativa realizada nesta quarta-feira (9), a maioria dos ministros (8 a 3) se posicionou contra o pedido de aumento do Ministério Público Federal (MPF) e a presidente do STF, Cármen Lúcia, decidiu não incluir o pleito na proposta orçamentária de 2018 do Supremo.

Votaram contra reajustar os próprios salários os ministros Celso de Mello, Gilmar Mendes, Luis Roberto Barroso, Rosa Weber, Edson Fachin, Alexandre de Moraes, Dias Toffoli e a própria Cármen Lúcia. Defenderam o aumento Ricardo Lewandowski, Luis Fux e Marco Aurélio Mello. A proposta orçamentária de 2018 do STF prevê despesas de R$ 708 milhões, dos quais quase R$ 450 milhões com pessoal.

Fonte: Gazeta do Povo

Leia a matéria completa aqui

Deixe seu comentário